Marketing Digital

Categoria » Postagem sobre Marketing Digital.

[Email Marketing ainda funciona?]

Email Marketing ainda funciona?

Tudo que você precisa saber sobre Email Marketing.

Email Marketing significa o envio direto de uma mensagem comercial, tipicamente à um grupo de pessoas, através de email. Por definição, cada email enviado a um potencial ou atual cliente pode ser considerado email marketing.

Geralmente, em seu conteúdo, é utilizado para enviar promoções, adquirir negócios, solicitar vendas ou doações e seu propósito é construir lealdade, confiança ou branding (divulgação de marca). Email marketing pode ser feito à listas vendidas (prática nem um pouco indicada) ou para listas construídas, tanto de clientes quanto de potenciais clientes (Leads).

Em resumo, o termo é utilizado para categorizar envios de mensagem de email com o propósito de aumentar o relacionamento de uma empresa com seus atuais, antigos ou futuros clientes, para encorajar lealdade e repetir negócios, adquirindo novos clientes ou convencendo atuais clientes a comprar um determinado produto.

Alguns exemplos comuns de email marketing que você já deve ter recebido na sua caixa de entrada são:

- Oferta de passagem aérea;
- Promoções;
- Confirmação de uma compra online;
- Newsletter.

Email Marketing, em comparação com outras formas de Marketing Digital, é considerado barato; além disso, é um caminho para rapidamente estabelecer e comunicar o propósito da empresa com existentes ou potenciais clientes.

Diferente do spam, o email marketing visa chegar até os interessados na informação, serviço ou produto que se deseja oferecer.

Outra característica exclusiva da prática do email marketing é que as campanhas geralmente oferecem uma opção de cancelamento de recebimento, o que claramente demonstra o respeito por seu público.

Este procedimento de cancelamento pode ser atrelado, por exemplo, a um mecanismo de pesquisa de opinião, onde é possível avaliar o que está certo ou errado na forma com que se conduz as campanhas.

Neste artigo vamos abordar tudo que é essencial para utilizar o email marketing, de forma a obter o melhor resultado possível.

Por que fazer email marketing?

Com uma previsão de 2,9 bilhões de usuários de e-mail até 2019, o email é uma maneira de alcançar diretamente milhares de clientes potenciais, a um custo relativamente baixo em comparação com publicidade em sites, adwords, banners ou anúncios patrocinados em redes sociais.

Cerca de 269 bilhões de e-mails são enviados todos os dias no mundo, com uma previsão de 319 bilhões de envios até 2021. 

No email marketing, você pode ter toda a atenção do lead ou prospect, pois uma vez aberta, a peça ocupa boa parte da tela do dispositivo, podendo estar adaptada perfeitamente ao Smartphone, tablet ou notebook. Os anúncios pop-up, formulários flutuantes ou outras propagandas na internet geralmente ficam no caminho do que um cliente potencial procura: o conteúdo.

Como fazer email marketing?

Essa é a parte mais desafiadora e a que exige conhecimento de alguns parâmetros técnicos essenciais.
Por isso, sugerimos usar a metodologia 5w2h: ela consiste em 7 perguntas que, se bem respondidas, lhe permitirão traçar tudo que é necessário para a implantação do email marketing como estratégia digital no seu negócio.

Quem é o público? Cuidados que você deve ter com ele.

Ter sua própria base de contatos é um objetivo importante para aumentar o alcance do seu negócio na internet, afinal de contas, isso potencializa a capacidade de gerar leads e consequentemente, aumenta as vendas.

No entanto, comprar contatos não é uma boa solução, pois pode sujar permanentemente a reputação do seu domínio, inviabilizando o uso do email marketing.

Outra questão fundamental é que as listas sem renovação perdem, em média, 22,5% de entregabilidade por ano. Sendo assim, 4 anos é o prazo máximo para utilizar uma lista. Portanto, é importante ter uma estratégia para compensar os contatos que serão perdidos.

No email marketing, qualidade está acima de quantidade. Por isso, reunimos aqui alguns conceitos e termos que você deve conhecer e que vão lhe ajudar a criar uma base limpa e com alto engajamento.

Segmentação:
A personalização de conteúdo é o objetivo da segmentação de listas: você divide sua lista de emails em segmentos com base no que você conhece sobre cada usuário – seus hábitos de compra, familiaridade com sua empresa, faixa etária ou experiência profissional. A segmentação de lista coloca conteúdo direcionado para perfis de contatos.

Double Optin:
No momento que um contato se inscreve para receber sua news, é enviado um email a ele com um link para confirmar a inscrição. Isso serve para impedir emails falsos em sua base e comprovar a intenção de recebimento.

Com esta técnica você conseguirá: menor índice de marcação de spam e descadastros e maior engajamento, ou seja, maior visualização, clique e retorno em suas campanhas.

Spamtrap:
Spamtrap é um email falso, criado e gerido por entidades antispam para detectar quem são os enviadores de email que usam listas compradas, antigas ou de procedência duvidosa. Uma vez que o spamtrap comece a receber seus emails, ele irá guardar dados sobre o remetente, podendo fazer com que ele caia em uma lista negra de bloqueio, também chamada Blacklist.

Blacklist:
São as listas com remetentes que mais praticam spam. 

No entanto, alguns remetentes legítimos acabam caindo nessas listas por erros básicos, como enviar para muitos contatos inválidos, contatos spamtraps ou conteúdos que possam ser classificados como spam.

Defina os seus objetivos de comunicação.

Ao conhecer o seu público e ter sua base em constante crescimento, é necessário pensar na forma de se comunicar.
Confira a seguir 2 objetivos que você pode atingir ao realizar suas campanhas:

Prospeção e fidelização de clientes:
O fato de enviar emails numa determinada frequência é uma forma de estar em contínuo contato, o que realça a presença de marca, e ajuda muito na hora de ser lembrado como opção de serviço ou produto.

Lançamento de produtos, serviços ou promoções:
Aumentar as vendas e vender novamente para o mesmo cliente é um dos objetivos mais comuns. Obviamente, as marcas se dirigem às pessoas que estão interessadas em receber informações sobre ofertas.

Esta é uma questão importantíssima: o que enviar?

Seja para atrair novos contatos, potencializar a venda de um produto ou simplesmente convidar pessoas a se inscreverem em um evento, há um tipo de envio indicado para cada caso. Reunimos aqui os tipos mais comuns de campanha de emails para que você possa ter uma ideia do que é possível fazer:

Convite
Se o seu objetivo é fidelizar clientes e gerar engajamento, este é o tipo de envio que você deve considerar. Aqui o objetivo é claro: promover seus concursos, sorteios, eventos e cursos – basicamente a atividade básica do marketing de conteúdo. Todo mundo gosta de boas notícias e presentes e este tipo de conteúdo vai fazer com que seus contatos fiquem encantados.

A interação e o percentual de conversão deste tipo de email costuma ser interessante. Para ter resultado nessa abordagem, inclua CTA’s (call-to-actions) ou alguma imagem chamativa que seja atraente ao clique dos destinatários.

Newsletter
Nos casos em que se precisa de uma fidelização direta e simples, a newsletter ou Boletim de Notícias é a resposta para suas preces. Posicionar sua marca e de quebra incrementar o tráfego do seu site são alguns dos benefícios que se pode alcançar com este tipo de envio.

Promoções
Quando você está na busca de novos clientes, qualquer ferramenta que facilite a vida é bem-vinda. As campanhas promocionais são, sem dúvida, um grande aliado para ajudar no aumento dos leads, e tirar o máximo proveito deste tipo de campanha não é difícil.

Frequência de envio
A frequência de envio geralmente está relacionada à quantidade de novidades que você tem para comunicar. Nossa dica é basear a periodicidade em um calendário de envio, assim você não excede limites. O envio pode ser diário, semanal, quinzenal ou mensal – isso fica a seu critério. No entanto, um estudo realizado pela DMA UK (associação de marketing britânica) mostra que as taxas de clique não aumentam conforme a frequência de envios.

Gostou do post? Comenta aí!


Veja os Posts Relacionados!