Segurança

Categoria » Dicas de segurança na Internet.

[Malwares: o que são e como agem]

Malwares: o que são e como agem

Tudo que é necessário saber sobre Malwares, como eles afetam você, como removê-los.

Malware refere-se a qualquer tipo de software malicioso que tenta infectar um computador ou dispositivo móvel. Hackers usam malware para vários motivos, como extrair informações pessoais ou senhas, roubar dinheiro ou evitar que os proprietários acessem seu aparelho. Você pode se proteger contra malwares usando software anti-malware.

Mas o que é Malware

Malware (abreviatura para "software malicioso") é considerado um tipo de software irritante ou malígno que pretende acessar secretamente um dispositivo sem o conhecimento do usuário. Os tipos de malware incluem spyware, adware, phishing, vírus, Cavalos de Tróia, worms, rootkits, ramsoware e sequestradores de navegador.

De onde vem um Malware

Malwares geralmente acessam o seu aparelho através da Internet e e-mail, embora possam fazer isso através de sites invadidos, demonstrações de jogos, arquivos de música, barras de ferramentas, softwares, assinaturas gratuitas ou qualquer item baixado na Internet para um aparelho que não esteja protegido com software anti-malware.

Como reconhecer um Malware

Um computador lento é geralmente um sinal de que ele pode ter sido infectado por malware, assim como pop-us, spam e panes frequentes. Você pode usar um escaneador de malware (incluso em todas as ferramentas de remoção de malware) para verificar se seu aparelho está infectado.

Quais os tipos de malware existentes?

Entre as principais formas de ação do malwares se destacam o Monitoramento de URLs, alteração da Página Inicial do Browser do usuário, monitoramento e armazenamento das teclas digitadas e armazenamento da posição do cursor do mouse, mas existem outras formas de atuação. Por isso, confira as principais características dos malwares mais conhecidos.

Adware: normalmente é um aplicativo que exibe ou baixa sem autorização, anúncios na tela do computador. Em muitos casos, esse malware vem incorporado a softwares e serviços, como o MSN Messenger por exemplo. Não causam danos, na maioria das vezes;

Backdoor: é, na verdade, uma porta de entrada para malwares. “Porta dos fundos” – traduzindo literalmente – são falhas no sistema operacional ou em aplicativos que permitem que crackers tenham controle remoto sobre o equipamento infectado;

Bots e Botnets: são programas capazes de se propagar utilizando brechas nos softwares em um computador. Permitem comunicação com o invasor, e, portanto, são controlados remotamente;

Cavalo de Tróia - Trojan Horse: são softwares projetados para serem recebidos como “presentes”, um cartão virtual, por exemplo. Porém, além de executar as funções para as quais foram programados, eles executam outras sem o conhecimento do usuário;

Keyloggers: capturam e armazenam as teclas digitadas no computador infectado. Assim, as informações de um e-mail ou senhas bancárias, por exemplo, correm riscos;

Spywares: designa uma categoria de malwares que têm como objetivo principal monitorar as atividades de um sistema, enviando os dados e as informações coletadas;

Rootkits: é um conjunto de programas que permite que um invasor se esconda e tenha acesso contínuo ao computador infectado. Esses programas, de modo geral, dificultam a localização do invasor, pois o escondem em usuários e backdoors, por exemplo;

Worms: é um tipo de malware capaz de se propagar automaticamente por meio de redes, enviando cópias de si para outros computadores, a partir de brechas e falhas em softwares instalados incorretamente.

Conhecendo os principais tipos de malware, o internauta pode, de forma mais prática, detectar possíveis problemas em seu computador. Assim, a solução também fica menos descomplicada, principalmente em máquinas que contam com um antivírus e um firewall instalados.

Gostou do post? Comenta aí!


Veja os Posts Relacionados!